ou

Eis algumas dicas para destralhar regularmente o seu banheiro.

# Todos os dias, fique de olho na lixeira. Se você morar com mais de uma pessoa, pode ser que ela precise ser trocada diariamente. Inclusive, se você estiver ok em dedicar tempo a isso, é um bom hábito esvaziá-la diariamente.

# Mais de uma vez por semana, pode valer a pena trocar as toalhas. Mais uma vez, depende da quantidade de pessoas na sua casa.

# Uma vez por semana, dê uma olhada nos utensílios e produtos do dia a dia, para ver se estão vazios ou se precisa abastecer. O ideal é que você tenha sempre um produto reserva – não precisa mais do que isso. Para utensílios como: papel higiênico, algodão, cotonetes, o ideal é ter um pacote a mais, e não uma unidade.

# Brinquedos de crianças devem ser lavados semanalmente para tirar sujeira e possível lodo, senão você vai precisar jogar fora muito rápido (como qualquer coisa que a gente não cuide direito).

# Deixe exposto o que está em uso; guarde em armários, gavetas etc o que for apenas estoque.

Mesmo guardando algumas coisas, pode ser útil se perguntar:

  • Eu realmente uso isso?
  • Este item é duplicado?
  • Está na validade?
  • Este item facilita a minha vida ou a deixa mais agradável?
  • O espaço que ele ocupa vale a posse do objeto?

Sobre itens específicos:

Toalhas: Depende da quantidade de trocas. Toalhas de rosto e lavabo costumam ser trocadas mais vezes por semana. O ideal é que você tenha uma quantidade que dê para duas semanas. Toalhas de banho, você pode ter uma em uso e outra lavando. Eu gosto de ter uma terceira, pois se você não tiver secadora e pegar tempo úmido, pode ficar sem toalhas.

Produtos de maneira geral (shampoo, hidratante): Um em uso e um reserva. Compre um novo quando for para o reserva.

Acessórios para cabelo: Aqui a tendência é a bagunça se instalar. Procure usar modelos básicos no dia a a dia e guarde no quarto os mais enfeitadinhos para ocasiões especiais.

Produtos para limpar o banheiro: Vale a pena ter uma cestinha com o essencial para limpar o banheiro ali mesmo, sem ter que ir pegar na área de serviço. Atenha-se ao essencial.

Brinquedos de banho: Mantenha apenas os que estão sendo realmente usados.

Itens pessoais (absorventes, lâminas): A mesma regra anterior: um em uso, outro em estoque. Vale para pacotes.

O maior inimigo do banheiro acaba sendo quem gosta de comprar “produtinhos” novos, pois ficam em enorme variedade e quantidade, ocupando espaço de armazenamento. Se você não tiver problemas com espaço, não há o menor problema. Caso tenha um espaço pequeno, pondere.

Lembre-se de não armazenar no banheiro itens que sofram com a umidade, como medicamentos e maquiagens.

Thais Godinho
25/05/2017
Veja mais sobre:
2
Como destralhar seu banheiro
Livre-se do lixo no quarto
Checklist para destralhar a casa antes de uma mudança

Things é um aplicativo antigo, disponível apenas para dispositivos da Apple, que foi totalmente redesenhado recentemente. Não aguentei de curiosidade, pois achei a interface muito linda, e comprei o aplicativo para testar e fazer uma resenha simples para vocês.

O Things custa US$39,90 para Macbook ou US$19,90 para iPad/iPhone e você pode comprar na App Store ou no site.

O que mais me chamou a atenção no redesenho foi o visual simples, porém com detalhes refinados. Na barra lateral, o menu tem uma caixa de entrada, mostra o que tem para hoje (que inclusive integra com o calendário), vindo por aí (aqui mostra os próximos 7 dias e os próximos 6 meses), anytime (que mostra aquilo que não tem data) e someday. Abaixo, você pode criar áreas, ou seções, e inserir as listas dentro (que eles chamam de projetos). No logbook, temos tudo o que foi concluído. E, em trash, o que foi deletado.

Quando você cria uma nova lista ou um novo projeto (acima), você pode inserir notas, criar seções e to-do lists. Dentro de cada “tarefa”, você pode personalizar prazo, colocar etiquetas (que eles sugerem usar como contextos), notas também, além de criar checklists internas. Então você pode ter, por exemplo, uma tarefa que seja “ir ao mercado” e, dentro dela, inserir os itens em formato de checklist.

É um aplicativo muito simples e intuitivo e que recomendo bastante para o GTD, especialmente para quem estiver começando.

Um detalhe que eu gostei muito foi que, quando você for colocar prazo na tarefa, ele te dá a opção de “hoje” e “hoje à noite”, por exemplo, o que pode ser uma boa para separar coisas de trabalho das coisas para se fazer em casa. Para quem usa GTD, isso não importa tanto (afinal, usamos contextos), mas visualmente fica bem bonitinho, porque aparece uma luazinha nessas tarefas.

Do que eu senti falta: algumas coisas. Em primeiro lugar, reduzir a visualização na barra lateral. Por exemplo, se eu criar uma área para projetos, e tiver 90 projetos, eu sou obrigada a rolar a barra de rolagem sempre – não consigo minimizar a área de projetos para ficar visualmente mais limpa. Em segundo lugar, senti falta de ter sub-projetos e sub-tarefas. Em terceiro, não dá para criar tarefas recorrentes. De resto, é um excelente aplicativo.

O que eu gostei muito dessa versão é que ela tem uma carinha de bullet journal e um visual elegante. Certamente ainda há muito a se explorar uma vez que você comece a usar o aplicativo todos os dias, além dos desenvolvimentos futuros que podem vir por aí. Eu acho que finalmente temos um concorrente à altura do Todoist, apesar de ele ter a limitação da plataforma (não funciona para Windows). Porém, em comparativo, o Todoist ainda tem mais funcionalidades.

Você já testou o novo Things? O que achou? Deixe um comentário! Obrigada.

Thais Godinho
24/05/2017
Veja mais sobre:
Things
14
Guia do Vida Organizada para aplicar o GTD no Todoist – Parte 1
Como eu processo os meus e-mails
Aplicativos para iPhone que tenho usado para me organizar

Frequentemente recebo mensagens, e-mails e comentários me perguntando quais são os canais ativos meus e do Vida Organizada, então resolvi criar um post para que você conheça os existentes e o propósito de cada um:

Blog

Este blog é o centralizador de conteúdos sobre organização pessoal, produtividade e vida doméstica. O blog existe desde 2006 e tem bastante conteúdo, além de publicações em sua maioria diárias. Você pode cadastrar seu e-mail (na barra lateral) para receber as atualizações em sua caixa de entrada ou visitar o blog diariamente. Agradeço as visitas, pois o número de páginas visualizadas conta muito para ajudar o blog a fechar ações com empresas, o que mantém o blog no ar. Se você puder visitar o blog, agradeço muito!

Tenho um blog pessoal onde posto sobre meu cotidiano e outros assuntos relacionados. Lá vocês ficam sabendo um pouco mais sobre a Thais mesmo, não necessariamente relacionado ao Vida Organizada.

Twitter

Tenho duas contas no Twitter: uma do Vida Organizada, cujo propósito é simplesmente divulgar os novos textos (e fomentar textos mais antigos), sem tanta interação, e uma conta pessoal, onde posto sobre o meu dia a dia e respondo dúvidas pontuais.

Facebook

Você pode curtir a página do Vida Organizada, onde posto novidades sobre o blog e avisos diversos, além de fazer parte do grupo GTD Brasil, que gerencio. Todos os outros canais relacionados que estejam no Facebook estão inativos.

Instagram

A conta do Vida Organizada no Instagram mostra um pouco do backstage e traz dicas de organização. Regularmente gosto de postar no Instagram Stories, mas para ver é necessário me seguir pelo app no celular.

Podcast

Tenho uma conta no Soundcloud onde estou iniciando timidamente uma série de podcasts (em breve cadastrarei no iTunes).

YouTube

O canal do Vida Organizada no YouTube traz vídeos sobre organização pessoal e produtividade, além de lives. Siga o canal para ficar sabendo das novidades. Meu canal pessoal trará a partir de agora book hauls, vlogs e outros vídeos não relacionados ao Vida Organizada. Siga também!

Thais Godinho
23/05/2017
Veja mais sobre:
4
Novo aromatizador Life Scents de Bom Ar Air Wick
Entendendo as formas de publicidade no Vida Organizada
Mudanças estruturais no blog

Estou lendo o novo livro do Tim Ferriss (“Tools of Titans”) e quis trazer algo bem bacana que ele compartilha lá como um dia eficaz. Ele conta que não faz as coisas rápido e que já teve momentos da vida em que tudo estava dando errado, mas ter implementado essas dicas em um dia tornou tudo mais fácil. É uma abordagem diferente da que eu uso com o GTD, mas achei que seria interessante de compartilhar com vocês.

  1. Acordar pelo menos 1 hora antes de ter que ligar o computador. Ele diz que acha que os e-mails são “assassinos de mentes” (eu concordo e muito).
  2. Preparar um chá e se sentar com papel e caneta em mãos. Eu tenho substituído o café pelo chá há algumas semanas e tem sido ótimo.
  3. Escrever no papel de 3 a 5 coisas que estejam te preocupando ou chamando a sua atenção naquele momento como coisas que precisam ser feitas. Aquelas que estejam te deixando mais ansioso(a). Ou aquelas que talvez você tenha procrastinado.
  4. Para cada item, perguntar a si mesmo: “Se essa for a única coisa que eu fizer hoje, eu ficarei satisfeito(a) com o meu dia?”.
  5. Observar cada item para o qual você respondeu “sim” para a pergunta acima.
  6. Bloquear de 2 a 3 horas (uau!) para trabalhar em apenas UM dos itens da lista. Não é para fazer meia hora agora, parar um pouco, fazer uma hora depois etc. Não. É para bloquear um espaço de tempo único para finalizar aquele item.
  7. Se você se distrair, não se preocupe: volte ao foco da ÚNICA coisa que precisa fazer.

Ele diz que é assim que ele quebra seu impulso de procrastinar.

O que eu gosto muito nessa abordagem é:

  • Não abrir o computador ou ler os e-mails assim que começar a trabalhar, porque dessa forma você consegue ter uma noção melhor do que é mais importante e deve focar de verdade naquele dia.
  • Estabelecer uma meta para o dia. Perguntar-se “Se essa for a única coisa que eu fizer hoje, eu ficarei satisfeito(a) com o meu dia?”, do meu ponto de vista, é algo muito satisfatório e poderoso, e nos dá ânimo para saber que estamos movendo as coisas adiante.
  • Tomar chá. Sempre é bom tomar chá. 🙂

Não superestime suas demandas. Você é maior do que isso.

Thais Godinho
22/05/2017
Veja mais sobre:
, Tim Ferriss
12
8 dicas de organização da casa para idosos
Inspiração: a vida
3 soluções de organização para banheiros pequenos

Há algumas semanas postei no YouTube um vídeo contando um pouco da minha história sobre como lidar com a sobrecarga (veja aqui).

Hoje, farei uma LIVE especial, às 20:00, para trocar ideias com vocês e discutirmos estratégias para lidar com a sobrecarga de trabalho. Se você estiver passando por isso, pode ser que você goste!

A LIVE acontecerá às 20:00 neste endereço. Nos vemos lá!

Thais Godinho
19/05/2017
Veja mais sobre:
1
Novidades de fevereiro no blog
Ano novo, blog novo
Pesquisa: como melhorar o blog Vida Organizada

Uma das integrações que os usuários de Todoist mais pediam era a integração entre a ferramenta e a agenda do Google. Finalmente ela está no ar! Uma vez que você sincronize seu Todoist com a agenda do Google, tudo o que tiver prazo no Todoist aparecerá na agenda do Google (e vice-versa). Qualquer atualização que você fizer em um ou em outro se refletirá na outra ferramenta. Veja neste post como fazer.

Essa integração vai permitir que você visualize suas ações do Todoist em forma de “agenda” no Google:

Você também pode escolher que calendários e que projetos (pastas) do Todoist quer sincronizar. Isso serve muito bem para acompanhar o cronograma de um projeto, por exemplo.

Como sincronizar o Todoist com o Google Calendar

  1. Faça login no seu aplicativo do Todoist (precisa ser feito na versão web!)
  2. Clique no ícone de Configurações no canto superior direito
  3. Clique em Integrações
  4. Clique em Conectar onde aparece a opção do Google Calendar

Depois de clicar em Conectar, o Todoist vai te fazer algumas perguntas para personalizar sua integração:

  • Em que calendário você quer que suas tarefas sejam mostradas?
  • Você quer sincronizar tudo ou apenas um projeto (pasta) específico?
  • Que projeto (pasta) do Todoist você quer que apareçam os seus compromissos inseridos na agenda do Google?
  • Qual será a duração padrão de cada evento? (você sempre pode mudar depois no G. Calendar se quiser)
  • Você quer sincronizar tarefas que tenham data ou que tenham data e horário?

Dá para integrar isso com quem usa GTD?

Fica totalmente a critério de que ferramentas você usa. Toda essa integração diz respeito ao que o David Allen chama de calendário: ações a serem feitas em um horário específico, ações a serem feitas em um dia específico e informações importantes de saber em um dia específico. Se para você for importante visualizar isso diferente da sua lista de ações (ou de todas as outras listas), pode valer a pena manter tudo só na agenda do Google mesmo.

Agora, se você quiser organizar a maior parte do seu sistema (as listas, essencialmente) no Todoist, essa integração pode ser uma boa, pois eventos agendados na agenda do Google aparecerão para você no Todoist, te dando um painel de controle único de onde está tudo. Minha recomendação é criar um projeto (pasta) chamado Calendário e o mesmo nome para a agenda no Google, para sincronizarem. Caso você queira ter uma visão dos blocos de tempo e distribuição ao longo da semana, você acessa pelo Google para ter essa visualização.

Também pode valer a pena ter uma agenda no Google para sincronizar as Próximas Ações, apenas para ter uma noção de volume em cada dia, se você achar necessário. Enfim, a integração serve para análise, principalmente!

Para quem gosta de usar uma única ferramenta para tudo, certamente é um ganho! Recomendo fazer o teste e ver como se sente.

Ouça as dicas no nosso podcast:

Ou faça nosso curso online:

Thais Godinho
17/05/2017
Veja mais sobre:
, Calendário
2
Novos recursos nos filtros do Todoist
Retrospectiva Todoist da sua produtividade em 2016
Como usar o recurso de prioridades no Todoist